27 novembro 2011

Cena do filme "Amanhecer - Parte 1", da saga "Crepúsculo", tem provocado convulsões em algumas pessoas

Divulgação 'Amanhecer – parte 1' é o penúltimo filme da saga. Parece que uma cena do filme "Amanhecer - Parte 1", da saga "Crepúsculo", tem provocado convulsões em algumas pessoas que foram conferir o esperado longa, que teve estreia mundial na última sexta-feira (18). Segundo informações publicadas no site da CBS, diversos casos semelhantes aconteceram em diferentes partes do país. Ao que tudo indica a reação é causada pela incidência e intensidade de luzes piscam na tela, principalmente as cores vermelha, preta e branca. Ainda em entrevista ao site da CBS, o diretor da área de neurologia pediátrica e epilepsia do centro médico de Sutter, em Sacramento, Dr. Michael G. Chez, afirmou que apesar de raro, os episódios de "epilepsia fotossensível" podem acontecer em pessoas geneticamente predispostas. "O problema é que nos cinemas está tudo escuro, e as luzes que piscam são como as de um estrobo", explica o especialista. Para quem não lembra um caso bem parecido com esse aconteceu no Japão durante a primeira temporada do desenho Pokémon, em 1997, quando mais de seiscentos espectadores apresentaram sinais de crise. A época o incidente ficou conhecido pela imprensa japonesa como “Pokémon Shock”. E aí, arrisca o cineminha? Divulgação 'Amanhecer – parte 1' é o penúltimo filme da saga Parece que uma cena do filme "Amanhecer - Parte 1", da saga "Crepúsculo", tem provocado convulsões em algumas pessoas que foram conferir o esperado longa, que teve estreia mundial na última sexta-feira (18). Segundo informações publicadas no site da CBS, diversos casos semelhantes aconteceram em diferentes partes do país. Ao que tudo indica a reação é causada pela incidência e intensidade de luzes piscam na tela, principalmente as cores vermelha, preta e branca. Ainda em entrevista ao site da CBS, o diretor da área de neurologia pediátrica e epilepsia do centro médico de Sutter, em Sacramento, Dr. Michael G. Chez, afirmou que apesar de raro, os episódios de "epilepsia fotossensível" podem acontecer em pessoas geneticamente predispostas. "O problema é que nos cinemas está tudo escuro, e as luzes que piscam são como as de um estrobo", explica o especialista. Para quem não lembra um caso bem parecido com esse aconteceu no Japão durante a primeira temporada do desenho Pokémon, em 1997, quando mais de seiscentos espectadores apresentaram sinais de crise. A época o incidente ficou conhecido pela imprensa japonesa como “Pokémon Shock”. E aí, arrisca o cineminha? Divulgação 'Amanhecer – parte 1' é o penúltimo filme da saga Parece que uma cena do filme "Amanhecer - Parte 1", da saga "Crepúsculo", tem provocado convulsões em algumas pessoas que foram conferir o esperado longa, que teve estreia mundial na última sexta-feira (18). Segundo informações publicadas no site da CBS, diversos casos semelhantes aconteceram em diferentes partes do país. Ao que tudo indica a reação é causada pela incidência e intensidade de luzes piscam na tela, principalmente as cores vermelha, preta e branca. Ainda em entrevista ao site da CBS, o diretor da área de neurologia pediátrica e epilepsia do centro médico de Sutter, em Sacramento, Dr. Michael G. Chez, afirmou que apesar de raro, os episódios de "epilepsia fotossensível" podem acontecer em pessoas geneticamente predispostas. "O problema é que nos cinemas está tudo escuro, e as luzes que piscam são como as de um estrobo", explica o especialista. Para quem não lembra um caso bem parecido com esse aconteceu no Japão durante a primeira temporada do desenho Pokémon, em 1997, quando mais de seiscentos espectadores apresentaram sinais de crise. A época o incidente ficou conhecido pela imprensa japonesa como “Pokémon Shock”. E aí, arrisca o cineminha?

0 comentários:

Postar um comentário